La Academia Tango Club: Conciertos + Milonga + Fiesta

Foto: La Academia Tango Club

Bailes de tango por toda a cidade, todos os dias da semana. Tango nos bairros, em todos os lugares imagináveis, desde salões elegantes até quadras esportivas. Tango na rua e no carnaval,  centenas de músicos e bailarinos. Diferentes estilos de dança, novas composições, novas letras, novos tangos e uma quantidade de gente que segue seus arranjos preferidos e acompanha, onde estejam, os maestros de suas orquestras favoritas ao vivo. Isso aconteceu em Buenos Aires, na década de auge do tango, a Época Dorada, lá pelos anos 40. E, para surpresa de muita gente, acontece também hoje. Uma das mais novas propostas é La Academia Tango Club, uma comunidade de sete orquestras típicas de tango e uma orquestra de guitarras, reunindo mais de 100 artistas, que faz coro ao atual movimento de retorno do tango aos palcos e às pistas com músicos ao vivo. O projeto tem como sede o Chau Che Clú, que abre suas portas ao público tangueiro neste sábado (13/05), oferecendo uma ótima opção para milonguear e disfrutar  o tango em Buenos Aires.

À frente de La Academia Tango Club, está o diretor-geral Rodolfo Roballos, bandoneonista, também integrante do Quinteto Varietal e da orquestra de Rodolfo Mederos, um dos mais importantes nomes da música contemporânea de Buenos Aires, indicado ao Prêmio Gardel de 2017. La Academia é formada pela Orquesta de Guitarras La Guardia Criolla e pelas seguintes orquestras típicas: Canyengue, La Maroma, Suburbana, Oriyera, Nocturna, Barricada e Martes.

La Academia Tango Club também oferece cursos para músicos com Rodolfo Mederos, Juan Pablo Navarro, Sebastián Zambrana e conta com 12 diretores musicais.

Foto: La Academia Tango Club

La Academia Tango Club reunida com la Yumba!!!

Ficou com vontade de escutar mais, mas este fim de semana não vai poder assistir ao vivo? Aqui vai o link do Youtube da Academia.

O Chau Che Clú está localizado estrategicamente para a geografia tangueira, pois o sul de Buenos Aires é terra mítica reverenciada por alguns dos maiores poetas do tango. Porque, depois da sua era dourada, a partir de meados dos anos 50, a história do tango foi tomando outro rumo: diminuíram os bailes e as apresentações de orquestras, os grupos de músicos tornaram-se menores e o rock embalava os passos de muitos entusiastas da dança.

O tango seguiu vivo, claro, mas sua época dourada já havia terminado. Talvez ressonasse como ressona Buenos Aires todas as noites, quase como um ronronar de gato, e nesse tempo muito do tango de hoje foi gestado. Orquestras como El Arranque e Color Tango foram das primeiras a surgir neste novo cenário: a primeira em 89, a segunda em 96. Hoje, são dezenas de conjuntos que tocam os mais diferentes estilos, seja recuperando tangos e arranjos consagrados, fazendo novas versões ou até mesmo compondo novos tangos e novas letras.

Se naquela época surgiram estilos e grandes nomes do tango, tanto dirigentes de orquestras, solistas e cantores, hoje o processo que o tango vive parece seguir o mesmo caminho. Algumas agrupações dedicam-se a tocar para que os amantes da dança bailem (as orquestras milongueiras), outras criam repertórios para um público estritamente ouvinte e ainda há aquelas que experimentam o que desponta de quem escuta e, se dá ganas de bailar, que bailen los muchachos! A história segue viva e o tango continua se reciclando – no Sul, no Centro, no Barrio Norte e onde exista espaço para um bandoneón no palco e una baldosa na pista.

Então, anota aí a função!
13 de maio, apresentação de três orquestras:  Típicas Canyengue, Suburbana y Oriyera, no Chau Che Clú (Av. Velez Sarslfield, 222, Barracas). O evento também vai ter aula de tango, milonga, parrilla e barra popular, una fiesta!.
Mais cedo, no mesmo dia, a Orquesta Típica Canyengue vai se apresentar na Peña Milonguera do CCK, às 18h. Lá também vai ter aula de tango, com os professores Stella Báez e Ernesto Balmaceda. O CCK, aliás, é outro lugar lindo para conhecer.

Aline Vianna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s