Arquivo da categoria: filmes e documentários

Documentários tangueiros: dos primórdios aos dias atuais

Dias atrás estreou, em Buenos Aires, o documentário “Piazzolla: los años del tiburón”, dirigido por Daniel Rosenfeld, que traz imagens e áudios inéditos do lendário bandoneonista, cedidas pela própria família, inclusive entrevistas feitas por Diana, filha do músico. Enquanto a elogiada crônica autobiográfica não chega aos cinemas do Brasil, fizemos uma seleção de outros documentários tangueros para serem aproveitados no conforto do sofá, que permitem descobrir um pouco mais sobre o gênero musical e seus grandes expoentes, bem como sobre o fenômeno social e cultural que é o tango.  Continuar lendo Documentários tangueiros: dos primórdios aos dias atuais

Há 30 anos, estreava o filme Sur, ícone político e tangueiro

Hoje, 5 de março, faz exatamente trinta anos da estreia do filme Sur, de Fernando “Pino” Solanas. Vencedora de diversos prêmios, inclusive de melhor diretor no Festival de Cannes de 1988, a película teve importante significado para o contexto argentino da época: foi lançada menos de cinco anos após o fim da sangrenta ditadura militar e buscava recuperar uma identidade nacional perdida. Para isso, amparou-se, em termos estéticos e musicais, numa atmosfera prioritariamente tangueira. Continuar lendo Há 30 anos, estreava o filme Sur, ícone político e tangueiro

Recesso, mas nem tanto: dicas de fim de ano

gato-navidad

Chegou aquela época do ano que o ritmo muda e alguns ficam meio atordoados.  Mais ou menos como não saber se descansa ou se arruma o pinheirinho.  Para os tangueiros de plantão pode bater uma abstinência no meio disso tudo, afinal muitas práticas e milongas também estão em recesso. Para ajudar a sobreviver a esta fase difícil em que os sapatos de baile são obrigados a descansar, preparamos algumas dicas para quem quiser continuar aproveitando o tango, mesmo que seja no conforto do sofá. Continuar lendo Recesso, mas nem tanto: dicas de fim de ano

Yo soy así, Tita de Buenos Aires

titEntre os vários ícones da cultura popular argentina, Tita Merello tem um lugar especial. Nascida em condições de extrema pobreza no bairro de San Telmo, nunca frequentou a escola, forjou seu talento na rua e  se tornou uma das maiores personagens da história do tango (e do cinema argentino). Sua trajetória será contada na tela grande com o filme Yo soy así, Tita de Buenos Aires, dirigido por Teresa Costantini, que começou a ser rodado no final de outubro e tem estreia prevista para 2017. Continuar lendo Yo soy así, Tita de Buenos Aires

Un disparo en la noche: um disco manifesto do tango novo

Imagens: Julián Peralta
Imagens: Julián Peralta

Me leyó una gitana en la borra del café que vuelve el tango
Se escapó de enredadas partituras
Los que no lo conocen lo pedían
Alguien lo dio por muerto, qué locura!, si era siesta, nomás,
La que dormía.

Assim termina Vuelve el tango, escrita por Jorge “Alorsa” Pandelucos, música que abre o disco Un Disparo en La Noche, da Orquesta Típica Julián Peralta. Não por acaso, é a primeira faixa da obra lançada em 2012, que já marcou seu lugar na história como um verdadeiro manifesto ao tango novo. O disco faz um mapeamento de algumas das mais representativas composições e letras da atualidade, com diversos músicos e poetas, cantado por vozes que mantêm o tango em constante evolução. Além de novas canções, cada faixa permite conhecer bastante do cenário musical atual da capital argentina. Continuar lendo Un disparo en la noche: um disco manifesto do tango novo

Uma cantante chamada Soledad Villamil

soledad-640-x-427

Quando se fala de Soledad Villamil, de imediato vem à cabeça a sua trajetória como atriz, especialmente em El secreto de tus ojos e El mismo amor, la misma lluvia, filmes que lhe renderam reconhecimento e diversos prêmios. O que não é tão divulgado, ao menos no Brasil, é a trajetória de Soledad como cantante, quando seu talento também fica evidente e obviamente tem um domínio absoluto do palco. Continuar lendo Uma cantante chamada Soledad Villamil

Projeto Palermo Hollywood

Texto de Matheus Jaeger

Pelo frio de Porto Alegre, acho que estávamos ali por agosto.

Eu já tinha cumprido a promessa de ficar um ano sem ir pra Buenos Aires. Com láureas, inclusive. Em dezembro, completariam dois anos da última vez que fui gastar as solas das minhas alpargatas em Palermo e acabei assistindo um recital do Andrés Calamaro.

14355786_1221054671290848_7487396243738206638_n
Gravação do DVD Pura Sangre, no encerramento da Bohemio Tour 2013

Era a hora. Necessitava regressar.

Dessa vez, queria fazer alguma coisa diferente. Desembarcar em Ezeiza, tomar Fernet com Coca e comer milanesas não poderia tomar mais do que 14% do meu tempo. Continuar lendo Projeto Palermo Hollywood

Documentários tangueros

A TV Pública Argentina lançou, na última sexta-feira, a minissérie Tango Pasión Argentina, sobre a história do tango, das suas origens à atualidade. A apresentação é comandada por Chino Laborde, cantor que já esteve à frente da Orquesta Típica Sans Souci e da Orquesta Típica Fernández Fierro e agora é a voz de sua própria Orquesta, a Chino Laborde Orquesta Típica. Um roqueiro que foi, como tantos outros, “convertido ao tango”, o que parece ser quase um destino. A série será exibida todas as sextas-feiras, às 23h30 pelo horário de BsAs, e pode ser acessada também pela página da emissora.

Continuar lendo Documentários tangueros

Chamuyando em Porto Alegre

“No es chamuyo, es amor”

O grupo de tango eletrônico Gotan Project, formado em Paris por um suíço, um argentino e um francês, esteve em Porto Alegre em 2010 e 2011 e provavelmente a gauchada ouviu, em Mi Confesion, a palavra chamuyo, que pode ser traduzida mais ou menos no sentido de “passar a conversa”, geralmente para conquistar algum êxito amoroso. Não foi a primeira vez, nem da palavra, nem do tango por essas bandas. Em 1915, um uruguayo residente em Buenos Aires veio pra Porto Alegre para gravar um tango (parece que eram dois, na verdade), acompanhado por outros músicos argentinos. A história é cheia de controvérsias e imprecisão, mas o tal tango era El Chamuyo, de Francisco Canaro, o Pirincho, seu apelido de berço.

chamuyo Continuar lendo Chamuyando em Porto Alegre